Coluna para a Folha de S.Paulo

Pessoal, lembram daquela matéria da VEJA cheia de erros básicos de química? Chegou a hora da vingança!!!! hahahahahaha…

Aqui vai, em primeira mão, uma versão do que vai ser publicado no caderno FOVEST da Folha de S.Paulo desta terça-feira (30/06). Boa leitura.

Não sei nada de química!

(Luís Fernando Pereira para Folha de S.Paulo – em 30/06/09)

 

Eu vi mesmo, num condomínio comercial de São Paulo, a fórmula da água escrita assim: H2O. Como alguém erra a fórmula da água? Talvez pudéssemos pensar que, no Brasil, educação ainda é para poucos. Mas, então, como explicar que na embalagem de um condicionador de cabelos muito popular – o Neutrox – esteja escrito: “menos química, menos agressão”? Será que as substâncias químicas lutam alguma arte marcial? Um erro químico na embalagem de um produto fabricado por uma indústria química?! Aí não tem desculpa.

Pior: numa reportagem recente da VEJA – em matéria sobre produtos de limpeza – foi sugerido o uso alternativo de vinagre, bicarbonato de sódio, óleo e limão para “livrar o ambiente da química”. Difícil. Bicarbonato de sódio é um produto químico; o vinagre tem ácido acético, que é… um produto químico! Como o gás oxigênio, responsável pela vida, também é uma substância química, livrar a casa da química pode ser bastante perigoso.

Só existe um ambiente sem química: o vácuo (e olhe lá)! Toda a matéria que compõe o universo é feita de substâncias químicas. Inclusive nós mesmos. A máquina humana só sobrevive, entre outras substâncias, graças a um açúcar chamado glicose – nossa principal “gasolina”.

A reportagem, entre outros erros, confundiu os conceitos de produto tóxico e produto químico. Os remédios são “pura química” e andam salvando muitas vidas. Também não caia na armadilha de achar que produtos naturais são sempre saudáveis. O cigarro é feito a partir do tabaco que, por sua vez, é uma planta. Totalmente natural!

Mas a ignorância científica não é “privilégio” dos brasileiros. Há alguns anos, nos Estados Unidos, um esperto estudante de 14 anos conseguiu que 86% dos seus colegas assinassem uma petição pelo banimento do monóxido de diidrogênio. Afinal, dizia o abaixo-assinado, esse produto químico é fatal quando inalado na forma líquida, acelera corrosão de metais, é encontrado em grande quantidade na chuva ácida e está presente em tumores cancerígenos! Um terror!

E há mais tolices. A grande atriz americana Meryl Streep fez certa vez a seguinte afirmação: “Meus avós nunca precisaram de substâncias químicas para plantar comida”. Como os coitados fertilizavam e regavam suas plantações?

 Na tal reportagem da VEJA, a apresentadora Luisa Mell afirmou que, em sua casa, “não entram produtos químicos”. Será que ela toma banho sem água, sabonete, xampu e condicionador? De que será que ela se alimenta?

 Ah, se você pensou: “Eu também assinaria essa petição contra o monóxido de diidrogênio”, aviso que essa substância química é mais conhecida como… água (H2O). O planeta anda precisando dela, e de mais gente que saiba o mínimo de ciências.

Anúncios

Sobre lulaquimico

chemistry teacher
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Coluna para a Folha de S.Paulo

  1. Li a matéria da Veja e achei uma grande tolice (coisa de ignorante). Se uma revista do porte dela queria fazer tal reportagem pelo menos se desse ao trabalho de ouvir alguém da área…mas enfim, fazer o quê?
    parabéns pela postagem…

  2. lulaquimico disse:

    Valeu, “Alquimistas”! Obrigado!

  3. Davidson Lima disse:

    Lulaquimico, concordo com sua revolta! Tem muitos meios de divulgação falando asneira sobre esta ciência da VIDA!

    – Ahh, tudo o que tem química faz mal e talz e…

    Então trate de ir para um espaço sem oxigênio, sem água e sem AR!
    Cada uma, hein? O pior não é falar o que não se sabe, até por que o ser, digo SER HUMANO, não detém conhecimento absoluto, porém afirmações com estas jamais podem ser pronunciadas na mídia como a Veja fez; consultem Químicos, ora!

    Lembre-se: “No chemistry, no life”, ou seja, sem química, sem vida”. Opa, até na morte tem química! Mudando um pouco: Sem Química, vácuo!!!

  4. TAYNARA disse:

    E IMPOSSIVEL VIVER SEM QUIMICA LI A MATERIA E ACHEI BEM INTERESANTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. Luciana disse:

    Ótimo !! Adorei muito bem escrito o texto, QUÍMICA É VIDA!!!!!! SÓ FALTA AS PESSOAS ENTENDEREM ISSO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s